• GoLive

Veja como utilizar os conceitos do Scrum nas empresas

Atualizado: há 6 dias


gestão de projetos tem sido marcada pela busca por agilidade nos processos e por uma produção dinâmica que se adapta perfeitamente às necessidades dos clientes. Nesse contexto, o Scrum é uma das soluções mais comentadas. Afinal, oferece uma abordagem moderna e inovadora para otimizar os resultados a partir de uma profunda mudança de visão durante a concepção dos produtos. Por isso, quem deseja desenvolver habilidades de um bom gestor deve estar a par dessa solução e entender como aplicá-la corretamente nas empresas, principalmente quanto aos conceitos do Scrum. Se é o seu caso, não deixe de acompanhar este artigo até o final!


Scrum: da origem à aplicação


Para entender o Scrum, vamos compreender o cenário da gestão de projetos antes do surgimento dos métodos ágeis. Naquele tempo, as produções eram marcadas por mudanças inesperadas que geravam problemas sérios, uma vez que as equipes não conseguiam se adaptar devidamente aos prazos calculados de forma incorreta. Havia também muita desorganização e descontrole de gastos, sem uma definição exata do que era preciso para resolver os problemas e chegar aos resultados. Os requisitos nem sempre eram bons, e os clientes estavam frequentemente insatisfeitos com o que recebiam. Os métodos ágeis de produção evoluíram para soluções de engenharia de software que lidam com essas questões. Por mais que tenham começado em um contexto de tecnologia, as metodologias ágeis podem ser aplicadas em qualquer segmento de mercado em que exista a necessidade de concepção de projetos


Mas, afinal, o que é Scrum?


Trata-se de uma framework para aplicação de um modelo ágil de desenvolvimento cujo foco se encontra na divisão em etapas rápidas de produção — que também são conhecidas como sprints. Ele não é uma metodologia em si: apenas oferece caminhos de como os processos devem seguir em vez de dar o passo a passo das condutas a serem tomadas. O Scrum foi proposto por Jeff Sutherland como uma forma de quebrar as tarefas maiores em menores e obter visibilidade em todas as fases de sua concepção. Assim, é possível manter a competitividade e suprir altas demandas com controle de gastos e, principalmente, de tempo.    As equipes também são menores e concentram-se em funções específicas. O objetivo disso é alinhar os resultados a todo momento, o que se torna possível com as reuniões periódicas, que garantem uma comunicação próxima entre os integrantes do time. Ademais, todos seguem um documento chamado backlog, que contém o conjunto de funcionalidades que devem implementar e requisitos a serem respeitados. 


Os benefícios do Scrum


Agora que você conhece o que é esse framework, chegou o momento de entender como ele pode contribuir com as estratégias e os objetivos das organizações. Confira os benefícios de sua aplicação!


Agilidade


Evidentemente, como estamos falando de metodologias ágeis, a agilidade é uma das palavras-chaves desse processo. Com o Scrum, a produção elimina distrações, desperdícios de tempo com recursos desnecessários ou ideias irrelevantes e foca somente o que é essencial.Isso ajuda a gerar produtividade e a garantir resultados alinhados sem transtornos ou incidentes que atrasam o andamento das atividades. Devido à organização, o desenvolvimento passa a ser mais previsível e bem-direcionado.


Motivação


É certo que o Scrum ajuda a motivar os colaboradores, uma vez que divide um problema grande em pequenas etapas e, com isso, permite que os funcionários saibam exatamente o que fazer em cada fase. A comunicação no processo e a colaboração constante facilitam o trabalho dos integrantes da equipe. Apesar de ser voltado para sanar os desejos dos clientes, também se preocupa com o bem-estar dos times de desenvolvimento.


Adaptabilidade


Além desses fatores, o Scrum permite que as equipes de desenvolvimento se adaptem a diferentes cenários e situações, mantendo a qualidade, a consistência e a clareza na comunicação. Isso porque o framework é marcado por constantes reuniões, que servem para alinhar os requisitos e adequar o processo a possíveis mudanças e novas necessidades por parte dos clientes. A previsibilidade do método e o fato de que as etapas duram menos também favorecem a mudança e o dinamismo nos prazos. Assim, é possível flexibilizar a produção sem sacrificar o planejamento, com foco na colaboração e na qualidade. 


Entrega constante


A entrega constante é uma das características mais interessantes do Scrum, pois possibilita que o cliente tenha maior visibilidade sobre o resultado e uma voz mais ativa no processo. Com os seus feedbacks, as equipes de desenvolvimento são capazes de ajustar o que for necessário e solucionar os problemas para que a última entrega seja a melhor possível. 


Redução de riscos


Os problemas de cancelamento são mitigados, uma vez que é possível obter uma organização maior no processo e estabelecer uma comunicação certeira com todos os envolvidos.Descontrole de custos e o risco de um resultado sem conformidade também são questões solucionadas facilmente por ele.  


Transparência


Com essa organização, o processo todo fica mais transparente para os membros da produção, líderes e clientes. É possível saber exatamente o que foi feito em cada fase, o progresso das etapas, bem como quais foram os momentos em que houve menor produtividade. Isso ajuda a tomar decisões que visam a resolver esses problemas e buscar os melhores resultados.


As etapas de produção: conheça o método na prática


Falamos neste artigo sobre as etapas de produção que esse framework possui. A seguir, você conhece quais são as principais que compõem o quadro de conceitos do Scrum.

  • Planejamento: é definido o Product Owner e o Scrum Master, funções que veremos em detalhes no próximo tópico. É nesse momento que o backlog também é criado;

  • Sprint: são os ciclos das tarefas, ou seja, o período de tempo que a equipe tem para começar a produção de algumas funcionalidades e finalizar o que foi combinado;

  • Updates: reuniões para resumir o que foi feito e escolher quais serão os próximos passos;

  • Backlog grooming: essas reuniões têm como objetivo alinhar o backlog;

  • Review: relatório do que funcionou e do que foi bom para o produto;

  • Retrospective: reunião com a finalidade de aprimorar o processo e verificar o que pode ser melhorado.


Os papéis de cada profissional no Scrum


Como vimos, existe todo um planejamento para que o framework seja aplicado de forma estratégica e viabilize todos os processos. Nesse cenário, há profissionais com papéis decisivos. Acompanhe!


Product Owner

É o membro que diz quais serão as características do produto desenvolvido. Define as exigências necessárias, os requisitos e estabelece as prioridades. Em resumo, esse profissional será o responsável pela visão do resultado e deverá deixar isso claro para os outros colaboradores.


Scrum Master

Esse profissional deve garantir que os funcionários tenham condições de trabalhar corretamente, com os equipamentos e recursos necessários. Ele deve liderar o time em situações específicas, principalmente em conflitos, orientando e facilitando o trabalho de seus colaboradores. Em geral, é uma forma de gerenciar o projeto.


Time 

Por fim, o time é composto por todos os outros profissionais que fazem parte do desenvolvimento do produto. Não há divisão e títulos entre esses membros, pois o criador do framework acreditava que isso é importante para assegurar maior produtividade.Eles são autogerenciados, ou seja, dividem entre si as responsabilidades e cada um se fiscaliza para chegar ao resultado específico e cumprir sua função.O Scrum é uma ferramenta muito poderosa para aplicação de um modelo ágil de produção, com benefícios reais para os gestores, membros e clientes.Com ele, é possível destravar o desenvolvimento, eliminar gargalos operacionais, definir prazos, custos e tempo, com alinhamento às necessidades de quem recebe o resultado. Por isso, o conhecimento de conceitos do Scrum é fundamental para quem deseja crescer na carreira e assumir um cargo de gerência.Gostou dessas informações sobre o Scrum? Então, aprenda mais sobre a certificação Scrum e sua importância.


Fonte: www.impacta.com.br


Conheça outras soluções e tendencias tecnológicas nas redes sociais da GoLive: FacebookLinkedIn Instagram/ WhatsApp/ Youtube

0 visualização

SAP

SAP Business One

Fluxo de caixa

Finanças

Sistema de Gestão

ERP

  • YouTube
  • Design sem nome
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram

(41) 3078-5005

Rua Edmundo Saporski, 116 Curitiba Paraná Brazil 80710-610

©2019 by GoLive Consultoria